• TELEFONE: 41 99698-8502
  • E-MAIL: contato@eat4fit.com.br

Crescimento da Alimentação Saudável

Após os anos 2000 foi caracterizado o crescimento da cultura jovem, onde os adolescentes e jovens adultos começaram a conviver em grupos ou as chamadas tribos, sendo assim, surgiu uma nova forma de pensar e tomar decisões, que agora de forma frequente é decidida por opiniões em conjunto com suas devidas tribos.

Com o surgimento da internet esses grupos começaram a expandir e criar laços ainda maiores, em meio a esses comportamentos surgiu o conceito de ser saudável, práticas que ajudam as pessoas a terem hábitos e aumentarem suas perspectivas de corpo e mente. Seja com exercícios ou com alimentação, tudo em prol de uma melhor aceitação na sociedade e tribos, ganhando respeito e criando um vínculo com algo maior.

Em meio a este conceito a alimentação saudável vem ganhando destaque e diversos canais no Youtube e páginas em mídias sociais surgiram para aprimorar estas técnicas. O consumo de alimentos saudáveis no Brasil vem crescendo nos últimos anos. De acordo com um estudo da agência de pesquisa Euromonitor, o mercado de alimentação ligado à saúde e ao bem-estar cresceu 98% no país de 2009 a 2014.

O setor movimenta US$ 35 bilhões por ano no Brasil, que é o quarto maior mercado do mundo. A abrangência do segmento se justifica pelo fato de que, para 28% dos brasileiros, consumir alimentos nutricionalmente ricos é muito importante. Além disso, 22% da população opta por comprar alimentos naturais e sem conservantes.

De acordo com Maria Tereza Bertoldo Pacheco, pesquisadora da área de Química de Alimentos do Instituto de Tecnologia de Alimentos (ITAL), ligado à Secretaria de Agricultura de São Paulo, o cultivo de crucíferas como brócolis, couve-flor, alho e cebola tem crescido. Entre os frutos, ela destaca o açaí, que, segundo pesquisas, tem alta atividade antioxidante.

Além desses produtos, outros que até pouco tempo eram desconhecidos vêm ganhando espaço na mesa dos brasileiros e nas lavouras. São o caso da quinoa, da linhaça, do goji berry, do açafrão e da chia. Esses produtos fornecem, além de energia, uma série de benefícios ao organismo humano.

Para alguns, essa vontade de comer bem pode parecer apenas um modismo momentâneo. Mas tudo indica que a tendência deve se fortalecer nos próximos anos. Em muitos países, a busca pela alimentação saudável segue firme e forte e produtos orgânicos e nutritivos ocupam cada vez mais espaço nas prateleiras de supermercados. E se o que pega lá fora não tarda para estourar por aqui, tudo indica que o mercado saudável deve continuar a prosperar. A projeção da pesquisa da Euromonitor International é de que o setor continue acelerado no Brasil.

E os benefícios desse avanço são imensos e unânimes. Com a população se alimentando melhor, abrindo mão de produtos industrializados e cheios de conservantes nocivos à saúde e inserindo no cardápio comida “de verdade”, de alto valor nutricional, a tendência é que a saúde do brasileiro também melhore. Um estudo global indica que uma em cada cinco mortes estão relacionadas a problemas na dieta, como obesidade, hipertensão e diabetes. Isso significa que promover a alimentação saudável é também uma forma de melhorar a saúde no país.

Gostaria de compartilhar.